Vidro curvo ganha destaque em obras modernas

15.06.2001


Vidro curvo é um produto de forma tridimensional, que tem a peculiaridade de ser formado por porções de cilindros e porções de planos. A terminologia que permite a sua definição é aquela usada para definir círculos e cilindros.

Como é produzido -  A curvatura do vidro consiste em apoiar, horizontalmente, uma peça de vidro plano sobre um molde côncavo ou convexo. A peça é aquecida até a temperatura de amolecimento do vidro que, sob a ação da força da gravidade, assume a forma do molde.

A peça é esfriada lentamente, que por esfriamento natural, quer por uma curva de esfriamento natural, quer por uma curva de esfriamento que evite a formação de tensões na estrutura molecular do vidro.

Vidros especiais -  Para o vidro curvo, submetido a temperaturas altas, se produz um vidro de base em borosilicato com baixíssimo coeficiente de dilatação, e resistente aos choques de temperatura, ou “Stress Térmico”.

Especificação -  Para encomendar vidro Curvos, é necessário especificar os seguintes itens:

  1. Dimensões dos lados;
  2. Raio e perfil da curvatura;
  3. Espessura e tipo de vidro;
  4. Lado externo ou lado interno.

É importante não omitir, ao calcular uma dimensão, o lado externo ou interno do produto.

Forma do produto – Deve-se elaborar um desenho definindo a geometria do produto a ser curvado. É conveniente traçar em escala 1:1 o perfil de curvatura.

Gabarito -  É reproduzido fisicamente em escala 1:1 em 3 dimensões, com a forma final do produto a ser realizado. O gabarito deve ser perfeitamente uniforme, sem ondulações. Também deve ser rígido, indeformável e incluir todo o desenvolvimento do volume, inclusive as partes planas.

Composição dos vidros possível de serem curvados

*Vidro monolítico simples, com espessuras entre 3 e 19mm.

*Vidro Laminado, com resina ou película PVB incolor ou em cores.

*Vidros múltiplos Laminados, sob consulta previa (dependendo do raio e espessura).


Custo comparativo – Vale ressaltar que a diferença de custos entre o vidro curvo e o vidro plano depende da padronização dimensional. Assim, quando maior for a quantidade, menor será o custo.

Por exemplo, na Estação Dom Bosco do Metrô de São Paulo (SP), foram aplicados 1.200 vidros com o mesmo raio e dimensões dos lados. A diferença de custo foi de 80%.

Outra obra importante com vidros curvos é a Estação da CPTM, em fase de contrução sobre o Rio Pinheiros, próximo ao Hotel Transamérica, também na capital paulista.

Retirado de:

Contramarco & Companhia

Data de Publicação:

10/10/2013 ás 11:18

Voltar
Rua Engenheiro Bianor,164 - CEP: 05502-010 - Butantã - São Paulo - SP
© Copyright 2013 - Todos os direitos reservados

Telefones: 55 11 3816-0122 / 3816-5311 / 3817-5665
Email: contato@aluparts.com.br / aluparts@aluparts.com.br