Resistencia Comprovada

05.10.2004

Vidro laminado de temperados passam no teste de resistência e tornam-se os mais requisitados para guarda-copos e fachadas

Agora é oficial: o laminado de temperados realmente reúne as qualidades dos vidros laminados e dos temperados realmente reúne as qualidades dos vidros laminados e dos temperados quando aplicado em projetos que exijam segurança e alta resistência mecânica. Uma bateria de teste comprovou o desempenho superior desse produto, que também permite ser fixado por furos como elemento estrutural.

O laminado de temperados já vem sendo utilizado há algum tempo pelo setor de vidros no Brasil. Seja em guarda-corpos ou fachadas, eles tem se tornando uma preferência. Mas o que ninguém sabia com certeza é se eles eram realmente melhores que os laminados ou os temperados. Foi isso que o engenheiro Nelson Firmino comprovou, após uma bateria de teste: “os laminados temperados são realmente mais resistentes que qualquer outro”.

Os teste foram realizados na Associação dos Fabricantes de Esquadrias de Alumínio (AFEAL) que, por ser uma associação de classe, não pode certificar o resultado oficialmente. O acompanhamento para certificação foi feito então pelos laboratórios Falcão Bauner.

Segundo o engenheiro, a princípio procurou-se fazer um teste diretamente na obra, tentando simular a realidade, com os pesos e esforços precisos por norma, mais verificou-se que os resultados não eram confiáveis. A solução foi construir dispositivos especiais em laboratório, os quais foram instalados na câmara apropriada onde normalmente se faz teste das fachadas e outros produtos. Uma vez produzidos os dispositivos foram realizados esforços de impacto e de flexão e os resultados foram surpreendentes. “O comportamento e o desempenho do vidro me guarda-corpos, sem o montante metálico, foi interessante: ele deformou sob os esforços e, uma vez tirados os esforços, ele retornou á sua posição original”, afirmou Firmino.

No caso do guarda- corpos, o desempenho do vidro foi testado com relação as normas de flexão e impacto. Quanto as fachadas, foi feito o teste de pressão e sucção. Para isso constrói-se um modelo em escala natural e aplica-se todo o esforço devido a ação do vento (pressão e sucção). No entanto, o engenheiro Firmino alerta: “Esses teste foram feitos para o padrão de São Paulo (região 4). Se a aplicação do vidro laminado temperado for no sul do pais (região 5), onde os ventos são mais fortes, o teste deve ser sobre esforços maiores pois a pressão aumenta.

“O vidro é um material maravilhoso e a cada dia descobrimos novas aplicações”, diz Firmino. Segundo ele “o vidro laminado e temperado reúne duas características fantásticas: segurança e resistência, dando a ele ótimo desempenho em aplicações estruturais, como em guarda-corpos, por exemplo, pois ele dispensa totalmente qualquer montante vertical, resistindo aos esforços previsto por norma. Além disso, ele não deforma. Apesar dos esforços, ele sempre retorna a sua posição original”.

Agora com certificação os vidros laminados temperados provaram que resistem aos esforços de impacto e também pressão. Quando comparados aos vidros simplesmente laminados ou aos apenas temperados, eles mostraram ter uma resistência quanto vezes superior. Isso pode traduzir-se em economia porque se tem um vidro de maior eficiência. “A grande vantagem é que se ocorrer qualquer ruptura no vidro temperado e laminado as partículas não se desprendem; elas continuam um painel, como se fosse um vidro boleado (ou craque lado), não tendo o perigo de cair e ferir alguém, o que permite sua substituição sem grandes problemas, podendo-se até mesmo esperar por alguns dias para fazer a troca de vidro”, afirma Firmino.
Também foram levadas em consideração as condições térmicas, em especial no caso das fachadas, pois os efeitos do sol poderão provocar variações de temperatura que levarão a uma ruptura térmica, constatando-se nos teste, que esse tipo de ruptura era mais passível de ocorrer em vidros escuros onde há maior absorção de calor.

Cabe dizer que uma aplicação que tem se tornado comum aplicação que tem se tornado comum é nas fachadas de lojas, shoppings e outros locais com grande afluxo de pessoas. As fachadas desses locais são normalmente de grandes dimensões e esses vidros podem ser utilizados sem problemas, tendo apenas quatro furos nas extremidades, ou seja, fixados apenas em quatro pontos. O engenheiro destaca que para esse tipo de obra não se poderia utilizar um vidro simplesmente laminado, pois ele não aceita furações. Também não poderia ser vidro comum, primeiro por não ser permitido por norma e, segundo porque em caso de ruptura os pedaços se desprendem. Para essa aplicação também não se recomenda um vidro apenas temperado, porque ele pode ter uma quebra espontânea com a queda de todas as partículas.

A facilidade na montagem também é uma vantagem. Esse tipo de vidro dispensa o caixilho, podendo ser fixado através de pontos ou de cruzetas por aparafusa mento, as chamadas spiders, que tem se tornado muito comuns em lojas de automóveis e outras que tem a necessidade de mostra seus produtos com total transparência sem incorrer em riscos.

Esse vidro pode ser aplicado em curvas também. Como no caso de uma empresa de armazenamento de dados, em São Paulo, que utilizou em sua fachada de 26 metros de largura, e 10 metros de altura, vidros laminados temperados com dimensões de 2,60 m de largura por 2,0m de altura, com apenas quatro furos em suas extremidades.

Firmino cita ainda os SESCs Belenzinho, Pinheiros e Santo André, além de shoppings, estações de metrô, como as da Lapa Largo da Pólvora em Salvador - BA, e aeroportos, como exemplos de Obras onde foram aplicados vidros laminados temperados.

Para o engenheiro Firmino, o vidro evoluiu muito tecnologicamente. Segundo ele “estamos numa espécie de terceira geração do vidro. Procuramos eliminar as impurezas em sua composição e evoluímos muito mais ainda temos muito a aprender. Mas podemos dizer que, se aplicando corretamente e com o projeto especifico, a segurança do laminado temperado é absoluta e a durabilidade do vidro é quase eterna”.




Retirado de:

Tecnologia & Vidro

Data de Publicação:

02/10/2013 ás 13:41

Voltar
Rua Engenheiro Bianor,164 - CEP: 05502-010 - Butantã - São Paulo - SP
© Copyright 2013 - Todos os direitos reservados

Telefones: 55 11 3816-0122 / 3816-5311 / 3817-5665
Email: contato@aluparts.com.br / aluparts@aluparts.com.br